domingo, 29 de abril de 2012

Post À La Carte


Como primeiro post do meu blog, este tinha de ser especial. Como tal, preparei para vocês um menu, do qual podem escolher ler somente aquilo que vos aprouver. Passo a apresentá-lo:

Entrée
“Conta-me o teu dia, dir-te-ei quem és” – uma breve apresentação pessoal

Plat principal
As razões que me levaram a começar este blog - acompanhado de - (quase)
tudo aquilo com  que vais poder contar

Postre
Como é que tu podes participar activamente neste site!



Conta-me o teu dia, dir-te-ei quem és 
26/04/12 - um dia normalíssimo

08h10
Levantei-me cedo, ao som de um toque irrequieto do meu telemóvel. Tomo o pequeno-almoço com a minha família, e daí parto para o estudo. Aproxima-se o final da manhã quando recebo uma chamada do João Costa, um grande amigo meu: "Miguel, não queres vir cá a casa almoçar? Tenho cá o Gabri e o Miguel também." Feliz e contente da vida, e não sem antes enviar uma sms a avisá-lo, pego no jipe do meu pai e lá vou eu.

                                    13h05
Passo um bom bocado, mas a faculdade espera-me. Ainda para mais, tenho de fazer um bom lanche, que sou rapaz de muito alimento, e com a tarde toda em Lisboa, posso poupar algum dinheiro. Agora vou no comboio mas hoje deixo o meu livro de parte, num caderno improvisado vou escrevendo sobre o meu dia, e até disso tento fazer arte.

                                                                                                     19h00
Duas aulas de 1h30 foi o que tive pela tarde, não me tirou muito tempo nem cansou excessivamente a cabeça. Então passo  pela fundação António Luís de Oliveira, onde faço de explicador e ditador da matemática. A minha explicanda, que está no 6º ano, relembra-me que o 25 de Abril foi ontem, e que se não gosta da disciplina, tem todo o direito de mo dizer.

De volta a casa sinto o frenesim no metro, mas rapidamente chego ao comboio. Se volto com alguém gosto de ir a conversar, senão pego no meu livro e são 19 minutos com a cabeça noutro lugar. Não posso perder muito tempo que à noite tenho taekwondo, e nada melhor que dar uns pontapés para desanuviar e queimar energias. 
                                                                                                                                                                                                                                 22h40
Planos de ir treinar tinha-os eu, mas não podia deixar o meu pai e irmão sozinhos a ver o grande Sporting jogar. Pena que tenhamos perdido mas valeu o esforço, como em tudo na vida há que saber perder e aprender com isso.  

Longe de todo o ruído e em último lugar no meu dia, guardo uns minutos para rezar. Agradeço a Deus pelo dia que passou, peço forças para o que se avizinha.

E aqui fica, com muito detalhe acrescentado e comentários sinceros, um dia da minha vida. "Conta-me o teu dia, dir-te-ei quem és". Já és capaz de o fazer?
Pista: as palavras a bold dizem muito sobre mim


Mas que ideia foi esta de começar um blog?
Ficas a sabê-lo em primeira mão

Quantas vezes já não te aconteceu estares a ler uma revista, um livro ou um jornal ao pé de um amigo ou amiga tua, e soltares um comentário do género "Epá já viste isto? Como é que é possível, que há tão pouco tempo, tenha acontecido tal coisa?", ou "Não pode! Como é que em vinte anos chegámos a este estado?". E não me refiro às fofoquices sobre o x e a y que começaram a namorar na discoteca z. Falo de discussões a sério, conversas com interesse para quem lança o tema e para quem opta por responder. E se um livro e uma revista podem começar uma discussão, também o pode uma música, um anúncio, um discurso ou uma simples imagem. Os estímulos visuais e auditivos, em si, podem não ter muito que se lhes diga. O interessante é a emoção que uma boa música suscita em qualquer pessoa, a vontade de falar sobre aquele tema que o autor do livro expôs tão bem. E a minha reacção e a do Zé, as respostas de cada um ao mesmo estímulo visual ou auditivo, podem ser completamente distintas. E é aí que começa o debate, a troca de ideias contrárias ou que até compatibilizam, a aprendizagem com a opinião do outro.
É por ter um enorme gosto por estas discussões que acabei de referir, como pela vontade de partilhar aquilo que me faz querer falar, que comecei este blog.

Agora, perguntar-te-ás, o que poderá vir desta minha cabecinha? Podes contar com um olhar jovem, crítico e aprofundado, sobre os mais variados temas que correm nos dias de hoje. Como disse, há por aí muita música, textos e história a ser feitos todos os dias. Baseando-me em qualquer um destes elementos, penso que o limite é a minha imaginação. Prometo fazer um esforço por ir acompanhando, através do blog, aquilo que suscitar em mim maior interesse. Pode ser que também em ti desperte algum interesse, e assim até começávamos uma conversa. Talvez um dia o blog até dê que falar.


Guia para te tornares numa estrela por estas bandas
Pelo menos para mim, sim!

Deixa o teu comentário e opinião sobre aquilo que eu escrever. Não hesites em criticar, positiva ou negativamente, as minhas ideias!

Acrescenta valor aos posts: fala da tua e de outras visões sobre o tema em questão; sugere temas para discussão

Visita-nos com frequência!

Partilha no facebook os posts que mais gostares. Fala aos teus amigos do blog

Contacta-me por e-mail sempre que tiveres sugestões ou comentários a fazer, o endereço está à disposição no meu perfil.